fbpx

Quando é a hora de abrir empregos temporários no fim de ano?

empregos temporários no fim de ano
6 minutos para ler
Revendedor Customic

O fim de ano é a época mais esperada pelo setor comercial, já que é neste período que o comércio pode comemorar o aumento das vendas. Isso porque, com a chegada do Natal, cresce o número de pessoas que estão dispostas a investir em um presente para os amigos e familiares.

Com isso, é comum aumentar também a necessidade por funcionários na empresa, de maneira a garantir o bom funcionamento do negócio e o atendimento ideal aos clientes. Sendo assim, uma saída é a abertura de empregos temporários no fim de ano de forma a suprir essas demandas.

Porém, algumas dúvidas são recorrentes: qual é a hora de abrir essas vagas? Quais são as boas práticas para isso? Neste post, você vai entender melhor como gerir essa questão no fim de ano da sua empresa!

Por que abrir empregos temporários no fim de ano?

As vagas de emprego temporário são extremamente úteis em situações em que funcionários são afastados, seja por licença maternidade, licença saúde ou férias regulares.

Elas também são uma ótima opção para épocas do ano em que, geralmente, o movimento do comércio é maior, sejam elas a Páscoa, o Dia das Mães ou dos Pais, o Dia das Crianças ou o Natal.

Isso se explica pelo fato de que especificamente nesses momentos, é necessário reforçar o time de colaboradores devido ao aumento do fluxo de trabalho. Nesse contexto, uma vaga efetiva poderia não ser a melhor das opções gerando, sobretudo, encargos ao empregador.

Como e quando abrir tais vagas?

Primeiramente, é importante ressaltar que a abertura de vagas temporárias de emprego não deve se dar da maneira tradicional, como quando uma vaga regular é aberta. Caso o acordo seja feito diretamente entre a empresa na qual o trabalho será realizado e o trabalhador, o cargo é considerado efetivo, incorrendo a isso direitos e deveres específicos.

As regras contratuais e a lei estabelecem diretrizes para esse tipo de trabalho e estas devem ser respeitadas. Por isso, é fundamental contar com companhias especializadas nessa modalidade de contratação e que dispõem de quadro de pessoas qualificadas aguardando uma posição no mercado de trabalho.

Além de mediar a transação, tais companhias podem ajudar na seleção dos colaboradores ideais para os cargos, identificando afinidades técnicas e culturais de maneira a otimizar o preenchimento da vaga. Nesse sentido, o contrato, na verdade, é firmado com essa empresa, que fica então responsável pelo pagamento dos trabalhadores.

No contrato, é imprescindível constar o motivo da demanda, bem como a tarefa a ser executada; como será feita a remuneração; a vigência do contrato, com data de início e de término do acordo; e os direitos do trabalhador temporário, conforme lei vigente (Lei nº.019).

O período máximo para esse tipo de trabalho, estabelecido após a aprovação da reforma trabalhista, determina tempo máximo de 180 dias (6 meses) com possibilidade de extensão por mais 90 dias, totalizando 9 meses.

Considerando-se que as vendas de Natal começam mesmo a se aquecer no início do mês de dezembro, é indicado começar os trâmites já no mês de outubro, de maneira que haja tempo hábil.

Isso porque ainda é necessário identificar orçamento disponível para isso, assim como são requeridos treinamentos, reuniões e adequações de uniformes, por exemplo, até que tudo esteja pronto para o atendimento ao público.

O que considerar para preencher os cargos?

Ainda que sejam empregos temporários, é fundamental que a escolha dos colaboradores seja bem-feita, de maneira que se possa garantir a satisfação dos clientes. Também, é importante considerar a possibilidade de posterior efetivação do trabalhador, caso apresente bom desempenho.

Por tudo isso, continue a leitura para conferir o que deve ser considerado na hora de preencher vagas de empregos temporários no fim de ano da sua empresa.

Defina a quantidade necessária de colaboradores

Tudo se inicia pela decisão da quantidade de colaboradores temporários que será necessária no fim de ano da sua empresa. Logo, tendo em vista o andamento das vendas na mesma época dos anos anteriores e o orçamento disponível, será possível ter uma ideia de quantas pessoas possibilitarão atendimento ideal.

Tenha em mente os direitos e deveres

Conforme explicitado neste post, a lei que rege a contratação temporária é diferente da que discorre sobre cargos efetivos. Dessa maneira, é preciso conhecer bem os direitos e deveres desse tipo de trabalho, tendo em mente que colaboradores temporários também têm direito a descanso semanal remunerado, hora-extra, férias e 13º proporcionais.

Estabeleça o perfil ideal para ocupar as vagas

Ainda que seja por pouco tempo, é importante ter em sua equipe pessoas com conhecimento adequado da área, além de estarem alinhadas à cultura da empresa. Por isso, é importante estabelecer o perfil requerido para a contratação, por exemplo, buscar pessoas proativas, dedicadas e comunicativas.

Realize testes e dê treinamentos

Identificar o conhecimento das pessoas sobre a área com a qual desejam trabalhar pode não ser uma tarefa muito fácil. Assim, testes podem ajudar nesse quesito. Ainda que uma habilidade exista, ela pode ser desenvolvida e, dessa forma, treinamentos são a solução ideal para alinhar o trabalho daqueles que estão entrando com os que já trabalham na empresa.

Conte com o apoio da atual equipe

A contratação de colaboradores temporários envolve, sim, a atual equipe. Primeiramente, é importante consultar seus liderados acerca da disponibilidade de fazerem hora-extra no fim de ano, o que supriria a necessidade de mão de obra nos horários necessários. Em segundo lugar, não há ninguém melhor do que eles para treinar e dar mentorias aos novos integrantes, concorda?

Faça um banco de dados

Fim de ano é uma boa oportunidade para construir ou atualizar banco de dados da empresa. Isso diz respeito não apenas às vendas que se concretizaram nesse período como também aos colaboradores temporários que auxiliaram nas tarefas.

Assim, em outros casos em que seja necessário, pode se tornar ainda mais fácil buscar alguém competente e que já conhece sua empresa para trabalhar — seja efetiva ou sazonalmente.

O bom andamento da loja depende de logística e atendimento adequados durante todo o ano, independentemente da época ou da demanda. Por isso, seguindo as dicas dadas sobre abrir empregos temporários no fim de ano, com certeza os benefícios aparecerão e os clientes continuarão enxergando valor no negócio.

Se gostou das nossas dicas e quer ter acesso a mais conteúdos como este, não deixe de assinar nossa newsletter para receber informações diretamente em sua caixa de entrada do e-mail!

Revendedor Customic
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-