fbpx

Como calcular o preço de vendas? Confira estas dicas!

como calcular o preço de venda
6 minutos para ler
Revendedor Customic

Você sabe como calcular o preço de venda e qual é a sua importância para as empresas? Essa é uma dúvida que muitos varejistas se questionam no momento de realizar a precificação de seus produtos e serviços.

O problema é que muitos preferem acreditar que esse processo deve ser realizado apenas com base no que o mercado estipulou ou no que a concorrência vem cobrando de seus clientes. Por isso, para cobrar um valor justo ao público e ainda ter lucro, a empresa precisa ficar atenta às contas e aos detalhes que possibilitem calcular o preço de venda corretamente.

Por isso, para simplificar esse processo, separamos algumas dicas neste texto para auxiliá-lo com os cálculos de preço de venda dos produtos e serviços de sua empresa. Vamos lá!

O que é o preço de venda?

Ele nada mais é que o valor cobrado dos clientes. É ele que vai cobrir todos os gastos durante a produção, somando as despesas que a organização teve para vender e, então, obter lucro com a venda dos produtos e serviços.

Por isso, cobrar um valor justo do seu público sobre os produtos e serviços disponibilizados pela empresa é um ótimo meio de ganhar um diferencial competitivo no mercado. Ter um preço de venda adequado é muito importante para qualquer tipo de negócio. Além de cobrir os gastos diários e gerar lucros, realizar a composição correta é uma maneira eficaz da empresa fidelizar clientes.

Saber como calcular o preço de venda é um dos processos fundamentais de todos os gestores e varejistas. Assim, é possível favorecer a construção de todo o planejamento da organização, desde as ações de marketing até a definição das metas.

A precificação correta é um processo muito importante para as empresas. Uma falha durante esse momento pode resultar em prejuízos graves para o negócio, como a queda de vendas e perda de lucro. Portanto, essa atividade demanda uma atenção redobrada ao ser praticada pelos gestores e varejistas.

Como calcular o preço de venda?

A maneira de calcular o preço de venda é bastante simples. Para realizá-lo, basta a empresa pegar o custo total pelos serviços ou produtos comprados ou produzidos, o percentual das despesas fixas sobre eles e a margem de lucro desejada.

Imagine em uma empresa que vende capas e acessórios para celular que tem um custo de aquisição dos produtos de R$ 5.000,00. Some esse valor às despesas, como impostos, aluguel da loja, comissão de vendedor etc. Agora, estipule uma margem de lucro que possibilite bancar todos os custos envolvidos na produção ou aquisição dos produtos e some ao valor anterior.

Após esse procedimento, já é possível ter um preço de venda justo em relação ao produto ou serviço que a empresa comercializa.

Quais pontos levar em consideração ao fazer os cálculos?

Antes de realizar um cálculo de preço de venda, é importante que os gestores e lojistas entendam com clareza alguns pontos para evitar o surgimento de erros durante o processo.

Custos

Os custos podem ser definidos como todo o esforço que a empresa gasta para fazer com que o produto chegue às lojas e em condições de comercialização e, ainda, seja comprado pelos consumidores da marca. É importante destacar que esse custo pode tanto ser financeiro, de pessoal ou de tempo.

Ter clareza no momento de definir os custos dos produtos e serviços é o ponto principal para calcular o preço de venda justo e ainda obter lucro com isso. Devido à complexidade dos impostos incidentes e à grande diversidade de esforços necessários para a manutenção que as empresas têm, é necessário prestar bastante atenção. Os custos podem ser divididos em diretos e indiretos, e ambos devem ser cuidadosamente analisados.

Custos diretos

Os custos diretos são os insumos aplicados durante a aquisição ou fabricação dos produtos comercializados pela empresa, somados com os impostos que incidem sobre eles. Eles compõem uma parte considerável do total dos custos. Portanto, é importante considerar as tributações corretas, como ICMS, que é o imposto sobre a circulação de mercadorias e serviços, entre outras. Há também a incidência de PIS e COFINS, que deve ser considerada.

Custos indiretos

Aqui são consideradas todas as despesas administrativas da empresa, entre outros recursos necessários para armazenamento, manutenção, marketing, vendas e operação em geral com os produtos e serviços.

Ao realizar o cálculo de quanto cada despesa representa no custo total de mercadorias vendidas, é possível ajustar um preço de venda justo e lucrativo para o negócio. Entre essas despesas indiretas estão:

  • despesas administrativas, incluindo a folha de pagamento;
  • produtos de baixo giro ou que exijam uma manutenção especializada que geram um adicional por causa de custos de armazenagem, energia e equipamentos;
  • incidentes que danifiquem parcialmente ou completamente os produtos.

Margem de lucro

Com os custos que cercam os produtos definidos, a próxima etapa a ser considerada para um bom cálculo de preço de venda é a definição da margem de lucro que a empresa espera ter. Esse valor é a porcentagem de ganho sobre a venda dos produtos e serviços que a organização providencia para o seu público.

Para definir a margem de lucro, é necessário considerar a quantidade de vendas dos produtos e serviços da empresa de acordo com o histórico e a demanda de cada item.

Valor para o cliente

Esse é um dos últimos pontos a serem considerados antes de se preocupar como calcular o preço de venda dos produtos e serviços da organização. A percepção do valor das mercadorias sob o olhar do público é uma variável muito complexa de se mensurar.

Para definir como vai ser transmitida essa percepção de valor, primeiro deve-se analisar como o preço do produto transmite ao seu público uma ideia de valor que não está diretamente ligada ao seu custo.

Um exemplo prático são os varejistas que apostam em produtos que não são encontrados nos concorrentes, diferenciando a loja no mercado.

Mesmo entendendo como calcular o preço de venda, é muito importante que a sua empresa conte com um fornecedor que ofereça produtos de qualidade e bons preços. Assim, é possível disponibilizar para os seus clientes as melhores mercadorias e ainda ter uma margem de lucro maior sobre a venda dos produtos comercializados.

Gostou deste texto? Aproveite, então, para assinar a nossa newsletter e receber em primeira mão mais conteúdos como este!

Revendedor Customic
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-